YouTube, direitos autorais e censura

wp-1456426504018.jpeg

Não é novidade que o YouTube tem políticas rígidas em relação aos direitos autorais do conteúdo postado lá, o que não é de todo ruim já que pode ajudar os criadores de conteúdo que não querem ter suas obras roubadas.

No entanto nos últimos meses as coisas parecem estar fora do controle, com vários canais sendo derrubados e removidos, canais gananciosos querendo registrar o uso de um conceito que é mais velho que o próprio YouTube (sim Fine Brothers, eu estou olhando pra vocês).

Pra quem não sabe, os irmãos que encabeçam o canal Fine Brothers, REACT e outros tinham lançado o plano mirabolante de registrar o uso do conceito de react videos (aqueles vídeos em que vai ter um imbecil ou grupo de imbecis reagindo a determinado conteúdo), assim quem quisesse fazer um vídeo de reação teria que se filiar a um programa deles, repassar a maior parte dos ganhos monetários e se eles achassem que você criou um formato legal isso passaria a ser deles.

Obviamente isso teve uma taxa de rejeição altíssima e o números de inscritos deles caiu um pouco (perderam 1 milhão e pouco de inscritos e tinham cerca de 14 milhões, não é muito pra eles mas ainda é gente pra caralho). Mas o mais legal nessa brincadeira toda foram os canais pequenos, com um número insignificante de inscritos ou vídeos que foram completamente eliminados do YouTube porque os nossos queridos irmãos não queriam mais ninguém reagindo a nada.

Eles logo fizeram um vídeo dizendo que entenderam errado a proposta deles e que não era nada daquilo, mas como eles são caras legais eles não dariam prosseguimento ao programa de filiação. Muito legal da parte deles. Porém vários desses canais pequenos ainda não foram restaurados, mas quem liga não é?

A internet não perdoa, ainda mais se você insulta a inteligência de todos com uma proposta nojenta dessas.

A peripécia mais recente do YouTube foi a remoção do canal TeamFourStar, responsável pela paródia Dragon Ball Z Abridged (que é bem melhor que o original, porque DBZ é um saco, se você gosta pau no seu cu, tô cagando pro seu choro), sendo que o próprio canal dedica os primeiros segundos de todos os vídeos a um esclarecimento de que aquele conteúdo não é de propriedade deles, se trata de uma paródia e pra assistirem um original (se você tiver estômago, divirta-se) o que cai no fair use (um conceito legal nos EUA que permite o uso limitado de um material protegido, daí que vem as paródias, redublagens e outras coisas).

17c9f2d4293f6adcef4de00a390ed50a

Mais uma vez a internet estava em fúria, o que não é algo nem um pouco preocupante na realidade, mas ainda assim garante o dinheiro do YouTube então eles restauraram o canal para aplacar o ódio das pessoas. O maior problema dessa situação toda é que a remoção do canal foi um ato arbitrário do YouTube, não foi resultado de um pedido da Toei Animation ou qualquer outra entidade que possui controle sobre o conteúdo original.

O que leva à seguinte questão: corremos o risco do YouTube um dia remover conteúdo para agradar determinados grupos? (SJWs estou olhando para vocês, malditos)

Pois essa corja que se diz tão preocupada em dar voz a quem não tem voz não mede esforços para calar qualquer um que se oponha às agendas insanas defendidas pelos mais variados grupos de pessoas engajadas nessa luta por justiça social e politicamente correto, mas há uma luz no fim do túnel, pessoas que não vão se intimidar por esses acontecimentos e sempre seguirão no rumo contrário de toda essa onda que está assolando a internet e o mundo fora dela.

tumblr_nazcomfewc1silarro1_500

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s