A revolução anal – a mudança é na sua bunda!

Quanto mais o tempo passa, mais baixa a esquerda fica. Está evidente como essas mulherzinhas esquerdistas se tornaram prepotentes depois da revolução sexual. Afinal de contas, essa foi a única revolução da qual as mulheres realmente participaram em peso, e é natural que agora arroguem a si mesmas muita autoridade, pois “trabalharam” muito de lá pra cá, e por mais promíscuas que sejam, não é fácil conciliar a prostituição, as drogas, os abortos e eventualmente algum estudo de gênero.
A esquerda deixou tudo de lado. Não há mais forças produtivas, propriedade, filosofia econômico-política, depauperação dos trabalhadores e etc. Não há mais credibilidade nem legitimidade também, é claro. Contudo eles tem um trunfo, “Pelo menos a esquerda transa”. Muitos não transam de fato – não atoa fazem oficinas de masturbação – mas que importa? O prazer solitário é sexo também, o prazer gay é sexo, qualquer coisa é sexo. Para um dos filósofos do movimento “Michel Foucault”, participar de orgias gays até contrair HIV foi uma experiência sexual única, mas melhor do que isso era sair transando com varias outras pessoas e contamina-las também. Que que tem? A Francine de Curitiba gosta de sexo animal, ele gostava de um “sexo mortal”, uma nova forma de roleta russa.
Mas não fica por ai. Pra esquerda dar a bunda vai muito além do prazer, é uma convicção ideológica. Sim, sabemos a importância ideológico-política – e até espiritual – que o cu tem pra esquerda. Sem me deter muito nisso, dentre outras coisas, consideram o cu igualitário por ser “universal”; a obsessão escatológica, o juízo invertido e pervertido que apregoa o valor da merda, do feio, do podre e do que não presta; a subversão da natureza, e afinal, sendo um ato estéril, é completamente preferível pra eles.

O print abaixo é algo bem emblemático para nos dizer oque é a esquerda. Ora, poderia oque foi dito te-la ofendido? A esquerda é aquela que se fode mas que definitivamente se diverte com isso, gostam mesmo é de se foder. Quer aprender o jeito como a esquerda lida com os problemas? É simples, não importa a grossura da taca e sim se você se acostumou ou não, pois pra eles os olhos já não veem oque as pregas não sentem.
Sim, os SODOMITAS voltaram, e estão furiosos. Voltaram para se vingar pela destruição de sua cidade. Está certo quem pensa que o cenário é bundesco… digo, dantesco. E poderia ser descrito com titulo de filme pornô/trash/queer. Trata-se da revolução anal, da revolta cuzista, a rebelião esfincteriana, o ataque das bundas assassinas, o apocalipse bundeiro. É Gomorra e Sodoma, em suas passeatas de vadias e de orgulho gay, que marcha contra a civilização. É isso! E se você não gostou é porque, como diria o Away “TA COM O CU DANDO BOTE!”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s