O Doutor Pode Ser Estranho, Mas, O Filme É Bem Qualquer Coisa…

doctorstrange02043
Dr. Estranho. O que podemos falar do personagem nos quadrinhos… Ele é sério. Tem duas ou três histórias icônicas, realmente boas. E a sua fase mais consagrada é o primeiro run, com o retardado mental do Steve Ditko, co criador do Homem Aranha. Resumindo, é um personagem de segundo escalão. Seu maior mérito, e talvez o motivo desse filme ter levado tanto tempo pra sair, é que ele era praticamente o Vincent Price, nos quadrinhos. Fazer esse filme sem ele é quase o mesmo que fazer o Nick Fury negão com, bem, outro negão.

cover110
Mas como a Marvel não tem os direitos sobre os X-Men, ou Quarteto Fantástico, o bicho ganhou a sua oportunidade de brilhar. E como a Disney está com o cu cheio de grana, eles largaram aquele cagaço de lidar com magia, como vimos nos filmes do Thor.
O filme é bom? É, não é excelente, mas está acima da média. Podia ser melhor, mas tem alguns problemas essenciais.
O primeiro grande problema, como muita gente vem relatando, é que as piadas parecem fora do lugar. Num filme do MCU, aonde os bazingueiros vão pra dar risada e ver o Stan Lee, isso é uma falha grave comercialmente falando. Pra mim, que cago pra essa merda, são só piadas fora do lugar.
12512680_1345619348787967_2120887565486315954_n
Tanto é verdade, que já estão boqueteando o Wong por ai. Pelo menos, metade das piadas com ele são boas. Mas até aí, foda-se.
O negócio é meio claro. Este não era pra ser um filme de piadas, mas a Marvel não conseguiu se controlar. Muitas das piadas acontecem em momentos completamente inoportunos, como se algum caralhudo da Disney (possivelmente o próprio Kevin Feige) tivesse socado ela ali sem cerimônia. O filme funcionaria muito melhor seguindo a personalidade solene do Strange, e fosse sério de ponta a ponta.
estranho1
Outra cagada é o antagonista. Na verdade, os antagonistas. São completamente genéricos e mal aproveitados. Um deles, inclusive, é outra PORRA de nuvem em formato de rosto! Puta que pariu! Nessa altura do campeonato, e me repetem as cagadas do Lanterna Verde? PUTA QUE PARIU!
Fora isso, não há absolutamente nada de relevante a se falar deles.
doctor-strange1
Quanto aos heróis, nem tudo foram flores também. Benedict Cumberbitch já se mostrou, diversas vezes, um excelente ator. Ele passa do drama pro humor com muita facilidade. Porém, aqui, essa falta de definição no próprio filme acaba atrapalhando a sua atuação. Ele mantém a responsa nos momentos dramáticos, que predominam no filme. Mas, nos momentos de humor, o bicho se perde. Como se soubesse que a piada ia ficar uma merda.
O Mordo do filme, neste primeiro momento um herói (diferente das HQs), virou um personagem pelego. Não faz nada além de puxar saco até o fim do filme. Mas apesar disso, Chiwetel Ejiofor também é um excelente ator, e isso acaba salvando o personagem dele. Nem o “black wash” (ou seria “black dirt”?) que fizeram nele chega a atrapalhar, levando em conta que ele tem um rosto parecido com o visual dos quadrinhos. Em alguns quadros, ele é a cara do Mordo (fora a cor, claro).
doutor-estranho
Porém cagaram em um dos personagens mais importantes. Tilda Swinton é muitas vezes chamada de “camaleoa”. O que não passa de pura besteira. Em todo maldito filme, ela tem a mesma cara de vela. Porra, olha a pesquisa do google imagens da pilantra!
O fato dela estar careca no filme ajuda menos ainda. Ela parece um menino de rua albino, passando 2 semanas se alimentando somente de cola de sapateiro.
Acho que é um caso, aonde as reclamações contra “white washing” acabaram se validando. Seria muito interessante ver algum porradeiro consagrado no papel, como o Jet Li ou o Donnie Yeh. Ver um alienígena lutando karatê é escroto demais. Ainda mais porque as melhores cenas são do ancião.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Dito tudo isso, o filme não é ruim. O roteiro é bem escrito, tanto da parte do Strange quanto dos coadjuvantes. O roteiro não tem medo de falar de feitiçaria, e quando ela entra em campo, os efeitos especiais entregam o que a história promete: cajados mágicos, teleporte, multiversidade. O plano astral funciona muito bem, as realidades paralelas também. Temos as viagens em LSD que o Ditko representou tão bem nos gibis, mas no formato que elas sempre mereceram.
wizardwalk18
Mas o maior mérito foi fazer um filme que na maior parte do tempo é sério. Os momentos Disney largados no meio do filme mostram isso, e tudo andaria muito melhor sem eles. Na verdade, esse é o filme que me mostrou que não estou mais com saco pra essa merda. Todo ano sai uma porrada de filmes iguais, agora que o gênero se solidificou. Está na hora de parar de dar meu suado dinheiro pra essa indústria. Precisamos de algo novo, e está claro que essa fonte já secou.
maxresdefault

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s