CONTRA A Relativização Da Pedofilia

Dose dupla de vídeos fodásticos do britânico Paul Joseph Watson, já bem conhecido dos leitores do Contra, o blog mais maldito da internet. No primeiro, ele começa malhando um artigo publicado recentemente no site de esquerda Salon, escrito por um pedófilo nojento assumido, para depois fazer um interessante exercício de comparação entre os critérios de publicação que dizem respeito às notícias que envolvem causas polêmicas, geralmente com viés pró-esquerda e àquelas notícias que não interessam aos auto-proclamados progressistas. A Salon, uma publicação online que tive o desprazer de conhecer há pouco tempo, é um antro de “cientistas sociais” neomarxistas e “guerreiros da justiça social”, ou seja, nada de bom pode vir de um lixo desses. Os “artigos” publicados na Salon são tão repugnantes que  fazem os nossos considerados Huffpost Brasil, Catraca Livre e Quebrando o Tabu parecerem veículos de imprensa sérios íntegros e de algum mínimo respeito.

Pois bem, o autor desse artigo asqueroso, devidamente esculachado por Watson, se chama  Todd Nickerson.  Ele fez recentemente um vídeo em que “explica” a sua atração por meninas de cinco anos. No vídeo, Nickerson descreve um episódio da sua vida quando tinha 18 anos e tomava conta de uma menina de 5. Diz o animal que se sentiu tão atraído pela menina que, a certa altura, teve de   correr para casa bater uma punheta pra se aliviar. Esse porco, como todos os pedófilos, devia ser enforcado em praça pública, depois é claro de uma merecida surra bem dada.

No segundo vídeo, Watson  entrevista o canadense Gavin McInnes sobre esta autêntica aberração de ser”humano” e a forma como este desgraçado foi levado ao colo pela esquerdalha corrupta e podre de seu país, que consegue ser tão ou mais desprezível até que a nossa, que não é flor que se cheire – muito antes pelo contrário. Escrotice pura, da pior qualidade. Maria do Bostário approves.

Como tudo o que envolve as causas defendidas pela esquerda – tanto no Brasil, quanto no resto do mundo – essa é mais uma prática que vem sem sendo há tempos pautada pelo relativismo puro e rasteiro. Começa-se lentamente, abrindo caminho a uma e outra aberração, fazendo uma concessão aqui e outra ali… Tipo “ele é doente e não faz essas coisas por mal… por isso, não pode ser punido, ele precisa de ajuda e compreensão”… depois caminha-se para o relativismo total. Não, filha da puta, o que um cara desse precisa é de um TÚMULO e mais nada, mas, prossiga…

O  homossexualismo passou de distúrbio mental a coisa normalíssima no espaço de poucos anos, inclusive, mudando a expressão para “homossexualidade” para se enquadrar nessa nova interpretação pós-moderna. Do jeito que as coisas estão indo,  breve  será a vez de aberrações, como a pedofilia e necrofilia. Até porque a pedofilia vai de encontro aos desejos de uma das “minorias” preferidas do esquerdalho. Só acho um pouco mais difícil eles conseguirem viabilizar a  legalização da zoofilia. E não é por ser uma depravação (o que já seria motivo o suficiente pra abortar essa ideia de merda), mas por causa dos “direitos” dos animais, pauta também amplamente defendida pelos movimentos de esquerda, o que causaria mais um conflito interno dentre tantos que essa corja já alimenta.

E pra quem acha que a relação esquerda / relativização da pedofilia é exagero nosso:

CHUPA, FILHA DA PUTA!

Não… isso é coisa beeeeem antiga. E para quem eventualmente achar que o print acima  é fake, tem o link para o artigo orignal publicado no jornal britânico Express. Dentre as várias pérolas que se podem encontrar no relatório mencionado no artigo (que, por sinal, é bem antigo. De 1976, na verdade. Imaginem o que essa putada não diz nos dias de hoje em textos semelhantes), podemos ler o seguinte:

“As experiências sexuais em que as crianças se envolvem voluntariamente com um adulto não causam nenhum dano que possa ser identificado. A Comissão de Lei Criminal deve estar preparada para aceitar os resultados de estudos de acompanhamento de crianças ‘vítimas’ [de abusos sexuais] que mostram que há poucos efeitos resultantes de as crianças terem sido “molestadas”. Há uma necessidade real de mudar a atitude de assumir que todos os casos de pedofilia resultam em danos duradouros.

As penas legais atualmente existentes são muito duras e reforçam a desinformação e o preconceito. O dever dos tribunais deve ser inquirir todas as circunstâncias relevantes, não com a intenção de punir, mas sim para determinar a  solução que mais bem sirva os interesses de ambas criança e pedófilo.”

Não pensem que eu inventei alguma coisa nessa merda, basta abrir 0 link e verificar que está tudo lá. O que fiz foi apenas traduzir uma parte desse tumor. Repare como a linguagem é em tudo semelhante àquela que gente como o Jean Wyllys, Freixo e seus parceiros do abominável PSOL usam atualmente para defender suas posições: “se envolvem voluntariamente”, “aceitar os resultados de estudos”, “necessidade real de mudar a atitude”, “desinformação e preconceito”, “determinar a  solução que mais bem sirva os interesses de ambas[as partes“.  Esse relatorio  que constam essas porcarias que eu traduzi  é de 1976. E a linguagem utilizada por quem o escreveu é em tudo beeeeeeeeeeeeeeem semelhante àquela que os “humanistas” utilizam.

 

 


26ago2012-o-candidato-do-psol-a-prefeitura-do-rio-de-janeiro-marcelo-freixo-a-dir-abraca-o-deputado-federal-jean-wyllys-a-esq-durante-caminhada-na-orla-de-ipanema-zona-sul-neste-134600

A moral da história é simples: os níveis de insanidade dessa gente estão tomando proporções cada vez maiores. A questão é que eu não sei se eles estão mesmo ficando loucos, ou se o objetivo deles foi sempre esse, o de foder com tudo – e com todos, não deixando nem o rabo das crianças intacto. Não sei se chegará o dia em que a pedofilia deixará de ser considerada crime, mas é  para isso que caminhamos, infelizmente. Se esse dia vier, a culpa será, em grande parte, de todos os que durante todos esses anos deixaram esse pessoal fazer o que bem entendem, sem refutar e confrontar essas idéias doentias que são sempre defendidas por esse tipo de gente: feministas, gayzistas, blacknazis, catraqueiros, movimentos sindicalistas e estudantís, justiceiros sociais de todo tipo, enfim, a escumalha maldita de sempre, a pior escória da soceidade, que sempre alegam estarem do lado do “bem”.

qhsbndz

E você, Contronauta velho de guerra? Quanto tempo mais você acha até que a pedofilia (abuso de menores) deixe de ser crime e passe a ser considerada normal? E o que caralhos virá depois disso? Deixe sua opinião aí nos comentários. Se manifeste! Vamos interagir e trocar uma ideia, filha da puta!

transgenders-using-girls-toilets4

(*) Ao reproduzir os vídeos, vá na engrenagenzinha das configurações do player do youtube e habilite as legendas em inglês ou a tradução simultânea.

3 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s