A Grande Senzala 2.0

Entre o século XVI e XIX os escravos brasileiros eram mantidos em alojamentos, extremamente precários, chamados “senzalas”,  construídos nos engenhos, minas de ouro e fazendas de café. Lá os escravos eram mal tratados e explorados até a morte para o enriquecimento dos seus “senhores”…


Nós ainda somos escravos. Os neo escravos brasileiros. Para nós a escravidão não acabou. Somos explorados à exaustão, e cada gota de nosso suor e sangue é convertido em luxo para nossos “senhores políticos”.
O Brasil de hoje é uma nova versão da senzala, uma senzala 2.0 e o chicote da classe politica estala violentamente em nossas costas. Temos apenas um direito: o de escolher nossos “senhores”, e o neo-escravo que não fizer isso será punido.
A “grande senzala”, formada por brancos, negros, gays, héteros, homens, mulheres, eu, vc, tem que se rebelar, pois esses escravocratas políticos, jamais nos darão a alforria. Nos dividiram para nos enfraquecer e nos dominar. Ou lutamos todos juntos para ficarmos livres dos nossos exaustores, ou todos juntos pereceremos escravos, neo escravos, nesta grande senzala versão 2.0 chamada Brasil.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s