O crescimento do Islamismo no Brasil

Do site http://www2.camara.leg.br/ (porque tô com preguiça e muito puto pra elaborar uma introdução): A Câmara analisa o Projeto de Lei 1780/11, do deputado Miguel Corrêa (PT-MG), que inclui no currículo obrigatório dos ensinos fundamental e médio o ensino de cultura árabe e tradição islâmica. Segundo a proposta, os alunos deverão estudar a história dos povos árabes, a cultura e religiosidade islâmica e o papel do árabe na formação da sociedade contemporânea. Pela proposta, esses conteúdos deverão ser incluídos em todas as disciplinas, em especial nas áreas de educação artística, literatura e história(…)

Antes de continuar, assista esse vídeo:

Assistiu? Bem, então, vamos lá: uma coisa é estudar a história da civilização islâmica, outra coisa é estudá-la de uma forma revista e politicamente correta. Por exemplo: quando eu cursava o ensino médio, ensinaram-me que os mouros invadiram a península Ibérica no século VIII. Nessa altura já havia politicamente correto, eram os anos 90, quando essa merda toda começou… enfim, nada  foi dito sobre a forma como eles conquistaram a península e, pior do que isso, “aprendi” o mito de que os mouros trouxeram consigo inúmeras inovações tecnológicas.

Mas a reconquista foi-me ensinada como sendo uma emperitada legítima: os mouros eram invasores e os cristãos tiveram razão ao expulsá-los. Mais: foi-me ensinado que, durante o período do Al-Andalus, os cristãos eram obrigados a pagar um imposto especial aos muçulmanos, embora só tenha descoberto o nome desse imposto -a jizya– muitos anos mais tarde.

Ora, porra… isso não foi nem há 20 anos e veja o quanto as coisas mudaram: a Reconquista já não é ensinada como sendo uma empreitada legítima, mas sim um roubo por parte dos guerreiros cristãos que expulsaram os mouros da Hispânia de uma forma sangrenta e ilegítima.

Isso chama revisionismo histórico: os “argumentos” são usados num sentido, mas recusados no outro. Tudo depende dos protagonistas das conquistas: quando são os ocidentais, então eram opressores sanguinários e genocidas; mas quando são orientais ou africanos, é porque houve contextos específicos e circunstâncias atenuantes, ou até mesmo um motivo elevado para os seus massacres…. eeerr… massacres não, conquistas gloriosas, melhor dizendo.

Ou seja, a educação como um todo no Brasil é uma grandessíssima merda e eles ainda vem com mais essa… hoje em dia é muito complicado para os pais manter os filhos na escola, sobretudo na escola pública. A formatação e a doutrinação ideológica é extremamente agressiva e nociva aos jovens, que cada dia que passa mais tendem a sofrer de retardo mental e mongolismo. Parece que essa corja de políticos desgraçados filhos da puta quer tornar o Brasil o pior país do mundo, com essa maldita lei de imigração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s