Porra de #milkshake, Marvel! O que os leitores querem são BOAS HISTÓRIAS, e nao mimimi

#makeminemilkshake

E vamos nós comentar a mais nova polêmica/modinha lacradora merda do cu da internet desta semana: Pabllo Vittar… Não, pera ,kkk. Bem, tem a ver sim com merda -e lacração (redundância) e outras besteiras do tipo, mas a treta na verdade, é com a nossa editora de quadrinhos preferida: a dona Marvel Comics, a Casa das Idéias (de merda, ultimamente).

Bem, o que aconteceu foi o seguinte:  semana passada, mais exatamente no dia 28/07, uma editora da Marvel, a srta. Heather Antos (a ruivinha gatinha e sorridente no centro da foto acima) twittou uma selfie dela e de suas colegas de trabalho com cada uma delas chupando um milkshake, o que até aí, não tem nada de mais – o que elas curtem chupar não é problema nosso, né…

Piadinha machista. Não Curti.

Pois bem, o título do tweet dizia: “É a equipe do milkshake Marvel! #FabulousFlo.” e fazia referência à recém falecida funcionária da  da Marvel, Flo Steinberg, que era a secretária da editora nos tempos vetustos do lendário Bullpen, como era conhecida a redação da Marvel quando o velho Stan Lee tocava o puteiro por lá. O tal post (mostrado abaixo) recebeu mais de 500 retweets e 4,000 curtidas em menos de uma semana e aparentemente, tudo ficaria por isso mesmo – mas, não por muito tempo…

Dois dias depois de publicar a foto, a postagem começou a receber vários comentários negativos, com alguns usuários do Twitter alegando que a tal foto das funcionárias da Marvel sugando seus milkshakes era um exemplo da politização das histórias em quadrinhos de super-heróis da Marvel (o que REALMENTE ACONTECE, que fique bem claro), e sendo isso o maior responsável  pelo declínio abissal de qualidade que toda a linha da editora tem sofrido nesses últimos anos, justamente depois que essa política de “diversidade, representatividade e justiça social” passou a ser adotada como prioridade no conteúdo de suas histórias e na forma de abordar seus personagens. Enfim, isso não é nenhuma novidade, né… Eu já tô cansado de tanto falar disso, mas prossiga…

 

No mesmo dia que a tuitada viralizou e junto com ela, as críticas, Antos postou um disclaimer reclamando da encheção e ao mesmo tempo, se aproveitando pra fazer papel de vítima : “Acordei hoje com uma série de  tweets de lixo e DMs. Só por ser uma mulher. (que trabalha) Nos quadrinhos. Que só publicou uma selfie de suas amigas tomando um milkshake.” Abaixo do tweet de lamentação, algumas das tais mensagens ofensivas mais citadas nas reportagens esquerdosas sobre o assunto, sob acusações que vão de assédio moral a ameaça de estupro, dependendo do site de qual feministo filho da da puta retardado que você acessar:

“Tão me ofendendo só porque eu sou mulher e trabalho com quadrinhos… mimimi, bububu…”
“Podemos parar com o feminismo e justiça social e realmente publicar histórias? Deus, a DC parece melhor e melhor

“Isso explica a ‘qualidade’ do trabalho que a Marvel tem feito ultimamente.”

https://twitter.com/BAR199323/status/891847749599199232

“Como esse bando de  falsas geeks, SJW do Tumblr são editoras na Marvel?”

Depois que a choradeira da Heather se tornou pública, a galerinha do #lacre se mobilizou pela rede social do passarinho para fazer uma campanha de apoio para ela, com a agora famosa hashtag “#MakeMineMilkshake”.

No mesmo dia, a DC Comics, rival da Marvel, também aderiu à modinha e postou o seguinte tweet:  “Felicidades @Marvel ladies! #MakeMineMilkshake.” O tweet (mostrado abaixo) rapidamente recebeu várias retweetadas e curtidas. Daí, a Marvel respondeu com mais #lacre, #BERRO, #milkshake e o estrago já tava feito: praticamente todo site de notícias de cultura POP da “mídia especializada” se encarregou a abordar à exaustão o assunto, e como não poderia deixar de ser, usando de um viés totalmente progressista, SJW e feminista.

Falando sério, foi só pra mim que todo esse mimimi é um puta exagero do caralho? Vagabundo ficou louco na problematização e perdeu a linha total! Digo, a menos que tenham havido outros comentários que realmente sejam mais escrotos e ofensivos do que esses mostrados aqui, essa comoção toda é totalmente desnecessária e sem sentido. Pois, tudo o que vejo é um monte de gente hipócrita metendo o pau nos nerds que foram lá na postagem da moça criticar  O TRABALHO DE MERDA  que ela e a editora pra que ela trabalha vem fazendo em suas publicações, atacando os caras por eles estarem errados em fazer isso (e em parte, eles estão mesmo, pois tinham outros filhos da puta na Marvel que mereciam serem mais esculachados do que essa moça)…

Mas, ninguém até agora apareceu para debater DE FATO a crítica feita por eles, e muito menos apontar qualquer assédio ou ameaça real que venha ter acontecido em algum desses comentários. Pagar de virtuoso da internet e apontar o dedo na cara de quem diz qualquer coisa que você não goste acusando ‘racismo’ e ‘estupro‘ é fácil, todo mundo faz isso hoje em dia. É por isso que esses insultos como “nazista”, “racista”, “fascista” ou “misógino” são tão genéricos e não tem mais nenhum peso ou valor  -porque são usados o tempo todo, e quase sempre por gente que não tem a menor ideia do que essas palavras significam.

Tá todo mundo #indignado no cuzinho da nerdosfera e nas redes sociais estrilando por dois dias, desde que essa besteira veio à tona, sobre o quão machistas, escrotos, misóginos e nojentos são o público leitor de quadrinhos, mas, repare: todo o “assédio” (ooohhh!!) que se viu foram apenas algumas críticas sobre o quanto a agenda SJW/feminista vem cagando nos gibis da Marvel, o que é bem justo dizer, na verdade. Os dois comentários negativos apresentados neste artigo não tem nada de sexistas, muito menos fazem alguma alusão à algo mais violento ou ameaçador, como alguns sites nojentos sugeriram em seus artigos rasteiros. Embora a própria Heather diga que recebeu ataques sexistas, quais foram esses comentários sexistas? Se tivesse algo do tipo, as pessoas não estariam comentando sobre isso em todo lugar? Sinceramente, não vi nenhuma menção a nada disso…

E essas mulheres ao causarem toda essa comoção besta por nada, se são tão sensíveis e melindrosas à qualquer trollagem idiota, se não admitem serem confrontadas, então elas não deveriam trabalhar com um produto que lida com o público, se a resposta delas pra qualquer crítica negativa é fazer mutirão de fotinho em rede social e sair acusando todos os homens que leem quadrinhos de serem machistas e estupradores. Distorcer a discussão para expor a escrotice do leitor de HQs por conta de 3 comentários de “assédio” num universo de outros 500 falsos elogios não vai mudar o fato de que as vendas da Marvel estão cada vez mais baixas, as histórias estão uma merda e seus gibis são quase todos um monte de lixo e que, sim, vocês todas tem parte nisso diretamente.

A verdade que você não vai ver em nenhum desses sites de merda que falam sobre quadrinhos aqui no Bananil é que, SIM, o maior problema da Marvel atualmente é a inserção massiva e forçada de políticas “progressistas” em suas revistas.  O que deturpou quase toda sua linha de publicações devido a mão pesada que eles usam ao promover a agenda ideológica que eles defendem. E isso acontece porque o ambiente de suas redações está infestado de justiceiros sociais, que vão dos próprios editores aos caras que escrevem e desenham as revistas.

Depois que a Marvel foi comprada pela Disney em 2009, os picas-grossas da editora simplesmente deram um grande FODA-SE para os quadrinhos (alguns podem dizer até que foi antes, mas eu realmente notei isso depois da compra). Tudo o que importa pra esses filhos da puta hoje em dia são os filmes e demais mídias que dão um lucro muito maior que vender revistinha pra meia dúzia de nerds, que pouco representam no bruto da arrecadação da Marvel como um todo, ao se considerar o quanto que cada filme medíocre que eles lançam mês sim, mês não embolsa de grana.

E por causa desse grande FODA-SE para os quadrinhos que os executivos da Marvel simplesmente pararam de se preocupar com a qualidade do material que estão publicando. Por isso, correram pra fora com praticamente todo escritor bom que eles tinham e mantiveram os lixos feministos e esquerdomachos (Bendis, Nick Spencer, Mark Waid, etc…) e o resto do quadro, completam com qualquer Zé Bosta aleatório e genérico, inclusive no editorial, que é atualmente composto quase todo por lixos que eles pegam dessas redes sociais como o próprio Twitter, mais o Tumblr e o Reddit, que é de onde provavelmente saíram todas essas moças editoras da foto.

E é bem provável que o que os caras disseram seja mesmo verdade: que muitas dessas minas sejam “falsas nerds” e sequer gostam de quadrinhos ou entendam o mínimo necessário pra trabalhar com eles, mas atendem outros fatores que pra política atual da Marvel são mais importantes, como preencher algum tipo de cota demográfica, de gênero, etnia, etc…  Marvel SJW Comics há muito só vem contratando pessoas com base em suas ideologias políticas, raça e sexo, não de mérito -como deveria ser. Tudo de acordo com a tal diversidade forçada que a gente vive malhando por aqui. E digo mais: se fossem uns caras no lugar dessas minas na foto, não haveria um décimo dessa comoção e choradeira e muito menos, nego se mobilizaria pra protestar na internet em solidariedade aos floquinhos de neve especiais que foram “agredidos” pelos nerds malvadões. Ninguém se importaria.

 

Pode não parecer, depois de tudo isso, mas a verdade é que eu não tenho nada contra que mulheres trabalhem com quadrinhos – assim como em qualquer outro ramo. Se os gibis são bons, eles são bons; não importa a raça, idade, sexo, religião, opção sexual ou o caralho que seja de quem faz essas revistas… O que acontece é que a maioria dos gibis que a Marvel vem lançando de 2015 pra cá é PURO LIXO. E o principal motivo disso  são essas  mudanças “progressistas” (regressistas, na verdade) dos seus principais personagens, que vão contra 70 anos ou mais de história, relegando eles à segundo plano em detrimento de novos personagens sem carisma e mal desenvolvidos, que não pegam de jeito nenhum, por diversos motivos, como essa besteira de agenda feminista que eles insistem em  empurrar aos fãs, que na sua maioria esmagadora  NÃO QUER SABER DESSA MERDA NOS GIBIS QUE LEEM.

E não é de agora que a prática da Marvel é a de não reconhecer seus erros e seguir bancando essa estupidez até enquanto a fonte do Rato Provedor não secar. Por isso, eles não se importam de praticamente declarar guerra aos leitores que os mantiveram no mercado por todas essas décadas, chamando-os de racistas e preconceituosos por não aceitarem suas imposições de merda, ao mesmo tempo em que fazem de tudo  para alienar os potenciais novos leitores, que eles tanto dizem fazer questão, com seus personagens novos retardados e histórias pífias.

 

Pois a reação de qualquer bostinha que sair do cinema e for pegar uma revista da Marvel hoje pra ler vai dizer algo do tipo: “Por que o Robert Downey Jr. é uma garota negra no gibi? Thor é uma mulher? Logan é uma mulher? Eu pensei que o Capitão America lutava contra os nazistas, não que era um deles?” E esse Homem-Aranha preto?” E dificilmente esse filho da puta vai continuar a acompanhar essas histórias, se não tem nada ali que ele reconheça do básico que ele tem alguma noção. E ninguém é obrigado a pegar um gibi do Homem de Ferro e no lugar do Tony Stark, aceitar uma menina negra de 14 anos com a armadura  e  ainda por cima ser chamado de racista se não gostar da personagem.

Outra coisa a se comentar nessa história do milkshake foi que toda essa tempestade só rolou porque os blogueiros(as) / jornalistas lacradores que “identificaram” os “assediadores”, no seu assanhamento pra receber cliques e likes em cima desse bait maroto, causaram muito mais assédio e desconforto do que os 3 moleques que foram encher o saco no Twitter da editora da Marvel.  O engraçado é que, esses bostinhas provavelmente se vêem como nobres defensores da diversidade, da representatividade, da inclusão e dos valores da justiça social e é claro, do amor.

 

Só que se for pegar como base a galerinha merda que escreve pra esses sites nerds/de cultura pop e o pessoal do YouTube, você vai ver que diversidade ali passou longe. Praticamente todo mundo dessa corja, dessa panelinha da intermerd são todos quase que exatamente iguais, falam igual, se vestem igual, são da mesma classe social, da mesma idade, tem a mesma vivência experiência de vida, as mesmas opiniões, o mesmo tudo.  Quando confrontados com diversidade DE VERDADE -ou seja, opiniões contrárias às suas- eles agem da mesma forma, com as mesmas ofensas e acusações (“machista!”, “fascista!”, “nazista!”), que não por acaso, são as mesmas que os autores da Marvel repetem no Facebook e no Twitter quando são criticados por causa de suas cagadas.

A melhor coisa a se fazer é dar um belo foda-se pra todos esses merdinhas hipócritas que se escondem por trás de bandeiras da paz, do amor e da diversidade. Essa corja de filhos da puta são as pessoas mais odiosas, destrutivas e racistas que se tem notícia. SJWs não são combatentes da liberdade, eles podem querer que as pessoas achem isso, mas suas ações mostram sempre que a verdade é exatamente o contrário: o que essa gente quer mesmo é colocar uma tarja de censura na cara de todo mundo que tente confrontá-los e acabar com a farsa que alimentam, de que só eles tem a moral pra julgar e decidir o que é certo ou errado e o que as pessoas podem ou não pensar e fazer. Como sempre dizemos aqui: SJW É CÂNCER.

E  quanto a Marvel, espero que eles uma hora caiam na real e deixem essa putaria de “justiça social” de lado e façam o de sempre: copiem a sua rival e agitem um “Renascimento, assim como a DC fez quando também estava na merda (sdds DCYou), para trazer seus leitores de volta, pois é exatamente disso que eles estão precisando: chupiscar o canudinho do #milkshake da Distinta Concorrência.

 

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s