Logan Morre No Final – E Sepulta Os X-Men Do Cinema Junto Com Ele

MORTE DO LOGAN
O glorioso momento da morte de Logan:empalado por um pedaço de árvore

Logan é um filme que funde (ou plagia) elementos de várias outras obras, entre elas Mad Max, The Last of Us, Terminator Genesys e Mogli, o Menino Lobo. O filme tem de tudo, menos o principal: a mitologia do herói, tampouco a história que seria a base do roteiro: a HQ Old Man Logan, de Mark Millar e Steve McNiven.

Continue Lendo “Logan Morre No Final – E Sepulta Os X-Men Do Cinema Junto Com Ele”

O Império (Da Ditadura Gayzista) Contra Ataca…

Era uma vez, numa galáxia muito, muito distante… Uma cambada de filha da puta escroto que não consegue deixar ninguém em paz e que quer forçar goela abaixo de todo mundo as suas merdas o tempo todo. E um alvo que vem sendo constantemente atacado é a série de filmes Star wars. E esses filhos da puta conseguem ser mais nocivos e ameaçadores para toda a galáxia que qualquer Darth Vader ou Imperador Palpatine da vida. Continue Lendo “O Império (Da Ditadura Gayzista) Contra Ataca…”

Rogue One É Bom, Mas, O Melhor É Que Morre Todo Mundo No Final

Apesar de ser um cara dos anos 80 e 90, eu nunca fui lá um graaaaande fã de Star Wars. Assisti todos os filmes da  trilogia original quando moleque e  anos depois, vi os 3 filmes da nova, mas sem nunca dar muita bola. São filmes divertidos (a maioria deles) e só. Mas, eu sempre fui um consumidor voraz de produtos de entretenimento em geral, inclusive, Star Wars – mesmo não estando entre os meus preferidos. Então, não preciso dizer que sempre estive familiarizado com a série e sua “mitologia”, e sei de seu devido lugar e importância dentro da cultura pop. Talvez eu não seja o cara mais indicado ou entendido pra fazer uma crítica com toda profundidade e categoria sobre esse novo filme, Rogue One,  mas, foda-se… aqui é meu blog e vou falar dele mesmo assim.  Continue Lendo “Rogue One É Bom, Mas, O Melhor É Que Morre Todo Mundo No Final”

Star Wars – O Despertar da Força passou gigantesco, imponente, mas passou como um “meteoro”

star-wars-the-force-awakens-poster

(*)Texto escrito originalmente em 12/2015 para o finado site Tralhanerd, ao lançamento do filme nos cinemas. Aproveitando o lançamento do novo filme, estamos republicando aqui. Posssivelmente, faremos uma crítica  de Rogue One assim que assistirmos.

“Há muito tempo atrás, em uma galáxia muito, muito distante…”
Alguns rabiscos feitos a lápis em um caderno qualquer do até então jovem cineasta George Lucas, definiam o que viria a ser, décadas mais tarde, uma das franquias mais amadas e lucrativas do mundo do entretenimento. Seus escritos iniciais traziam eventos, personagens, lugares e nomes que em sua incorporação definitiva acabaram assumindo versões completamente distintas mas que, ao que parece, jamais saíram completamente do radar dos autores. Continue Lendo “Star Wars – O Despertar da Força passou gigantesco, imponente, mas passou como um “meteoro””

Se Relacionar Apenas Com Mulheres Brancas NÃO FAZ De Você Um Palmiteiro ‘Traidor Da Raça’ 

032627-jpg-c_215_290_x-f_jpg-q_x-xxyxx
Tô enrolando faz um tempão pra ver a bomba o filme ganhador do Óscar de 2014, “12 Anos de Escravidão”. Com o hype da premiação, baixei assim que saiu uma versão decente em HD e tal, mas fui protelando, protelando… e acabou que não vi e nem pretendo ver essa merda tão cedo. Não tenho por hábito assistir filmes, ler gibis, livros, etc., para receber lições de moral, muito menos pra ser doutrinado na arte de carregar a culpa alheia e os preceitos masoquistas da sua expiação e não vai ser agora que vou começar. Ainda assim, pretendo vê-lo algum dia, nem que seja pra confirmar a impressão que tenho desse filme, dado a sua premissa e o que li sobre , mas, sinceramente, não estou muito empolgado. Seja como for, a mídia adesista disse à época, que o filme conta a história verídica de um homem negro que, no séc. XIX, é raptado e obrigado a trabalhar como escravo. Uma das facetas do filme que foi mais comentada pelo esquerdaralho é o retrato que o filme faz da brutalidade da relação entre as mulheres brancas e as mulheres negras. Tudo muito bonito, mas, não deixa de ser abundantemente irônico à luz da realidade expressa nas fotografias curiosas que se seguem:

Continue Lendo “Se Relacionar Apenas Com Mulheres Brancas NÃO FAZ De Você Um Palmiteiro ‘Traidor Da Raça’ “

Vai Ter Blackwashing Num Passe De Mágica, SIM! E Se Reclamar…

Com a estreia semana passada do filme “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, me lembrei de um caso pitoresco que rolou há alguns meses, também envolvendo a franquia Harry Potter e que solenemente ignorado por aqui. Corrigindo essa falha, e aproveitando que estamos na nossa Semana Especial da Consciência Negra, vamos falar sobre  essa grande polêmica que aconteceu  por causa de uma peça de teatro que estreou no  Reino Unido no meio deste ano e que gerou um grande debate, além de muito rage pelo mundo afora. E que peça era essa?  Nada menos que mais um capítulo da saga  interminável do bruxo mais midiático que se tem notícia, intitulado Harry Potter e a criança amaldiçoada. E qual que foi a treta dessa vez? É que a atriz escolhida para interpretar a personagem  Hermione,  é negra e não mais  loira, como foi estabelecido por mais de uma década através das séries de livros, filmes e demais produtos de merchandising relacionados ao universo ficcional criado pela editora J. K. Rowling no final da década de 90. Ou seja, mais uma mudança de etnmia arbtrária e desnecessária e que ninguém pediu. Mas, sabe como é… “Vai ter ________ Sim! E se não gostar…”

Continue Lendo “Vai Ter Blackwashing Num Passe De Mágica, SIM! E Se Reclamar…”

CONTRA o “Machismo” e a “Objetificação” Feminina Nos Quadrinhos de Super-Heróis

Fuck serious: a maioria das pessoas não compreende totalmente o que  ” liberdade de expressão” significa. A liberdade é um conceito absoluto: não pode ser “um pouco livre”… Ou é ou não é livre, não tem meio termo. Quem acredita que restringir a liberdade de expressão alheia,  para o benefício da “justiça social”, é porque  entende que cada ação ou pensamento devam ser avaliados (por quem?? né…) para ver se  atendem à determinados conceitos políticos, morais ou mesmo religiosos, a fim de não magoar e ferir os sentimentos frágeis de algum grupo ou “minoria” social. Bem, isso se chama  CENSURA,  filho da puta. E quem pratica censura contra quem caralhos for, se aproxima muito mais de ser um verme fascista que a quase totalidade daqueles que são acusados de os serem, apenas por expor suas opiniões e pontos de vista que são vistos muitas vezes como “polêmicos” pela sociedade. Ou seja, fascista não é quem declara seus ódios, preconceitos e todas as suas merdas, mas, sim, quem quer calar essas pessoas em nome das “boas intenções” a fim de zelar por uma sociedade hipócrita dominada por uma excessiva correção politicamente correta.

Continue Lendo “CONTRA o “Machismo” e a “Objetificação” Feminina Nos Quadrinhos de Super-Heróis”