Não, Dona Marvel: a culpa NÃO É DO TRUMP por seus gibis não venderem. É que eles são uma bosta mesmo.

 

Não é segredo que o famigerado Marvel Retailer Summit, que deveria ser apenas um encontro dos executivos da Marvel com alguns dos donos das principais Comic Shops americanas tem dado muito o que falar nesses dias no meio merd. O que aconteceu foi que durante o evento, David Gabriel, o vice-presidente sênior de Vendas e Marketing da Marvel , andou metendo os pés pelas mãos e dizendo algumas verdades inconvenientes que incomodou muita gente, principalmente aqueles que se promoveram como defensores virtuosos dos valores da diversidade, da representatividade, da inclusão e do politicamente nos quadrinhos acima de tudo. Para nós do Contra, que sempre fomos críticos à postura editorial que a Marvel vem tomando nos últimos anos, o reconhecimento dos cabeças da editora que esse lixo todo além de apenas ter servido pra estragar os personagens, ainda foi um fracasso completo, só serviu para confirmar que nós somos fodas pra caralho, pois, praticamente fomos o ÚNICO site na blogosfera brasileira a detonar essa babaquice toda desde sempre. Agora, o mundo se dá conta de algo que a gente antecipou há mais de um ano. CONTRA SABE, CONTRA DIZ. Continue Lendo “Não, Dona Marvel: a culpa NÃO É DO TRUMP por seus gibis não venderem. É que eles são uma bosta mesmo.”

Nova Revista Do Homem de Gelo Promete Penetrar Fundo Na Sua (Homo)Sexualidade!

iceman_teaser-600x922
Os Gayzistas pediram e a Marvel deu (ui!): Mas, será que essa merda dura (ai!) até o nº 24?

Ontem o site Nerdist deu (ui!) uma notícia  em primeira mão – e que logo foi chupada (ai!) pela maioria dos sites de entretenimento – revelando a equipe criativa por trás (ooh!) da nova revista do Homem de Gelo (aiuiai!) a ser lançada em abril do ano que vem, juntamente com os outros títulos que irão compor a linha “RessurrXion”, que vai mais uma vez relançar os títulos das franquias dos X-Men e dos execráveis Inumanos (aargh!). Os responsáveis por esse aborto excretor de gibi serão o ‘escritor’ Sina Grace e o desenhista tosco Alessandro Vitti, com capas horrorosas de Kevin Wada, o responsável por essa abominação arte abichanada e medonha, em que todo mundo tá com cara de baitola, que você vê aí, no topo da postagem. Daí, arguto Contronauta me diz: “ok, imperador, a gente já sabia que eles iam lançar esse gibi de merda já faz um tempo. Quem tá se lixando pra essa porcaria e pra esses autores medíocres?” Bem, caro leitor, a graça dessa história a gente vai ver agora:

Continue Lendo “Nova Revista Do Homem de Gelo Promete Penetrar Fundo Na Sua (Homo)Sexualidade!”

Entrevista do CONTRA: Eduardo Schloesser

(*) Com colaboração de Adriano Imperador

O desenhista Eduardo Schloesser  é uma das maiores referências no Brasil quando se trata de desenho anatômico. Suas maiores influências são os mitos Bernie Wrightson e Richard Corben, cada qual, um mestre no seu estilo de desenho. Em 97, Schloesser produziu o álbum Zé Gatão – uma graphic novel independente com personagem de sua autoria, que anos depois foi relançado pela editora Via Lettera com melhor acabamento gráfico. Eduardo segue colaborando com outras editoras, como a Escala, emprestando seu traço realista a vários tipos de publicações, principalmente revistas com dicas para desenhistas evoluírem seus traços. Ele também é um cara de opiniões  particulares bem fortes e sem rabo preso, assim como a gente, o que pode ser visto na entrevista abaixo, a qual ele cordialmente nos concedeu: Continue Lendo “Entrevista do CONTRA: Eduardo Schloesser”

CONTRA o “Machismo” e a “Objetificação” Feminina Nos Quadrinhos de Super-Heróis

Fuck serious: a maioria das pessoas não compreende totalmente o que  ” liberdade de expressão” significa. A liberdade é um conceito absoluto: não pode ser “um pouco livre”… Ou é ou não é livre, não tem meio termo. Quem acredita que restringir a liberdade de expressão alheia,  para o benefício da “justiça social”, é porque  entende que cada ação ou pensamento devam ser avaliados (por quem?? né…) para ver se  atendem à determinados conceitos políticos, morais ou mesmo religiosos, a fim de não magoar e ferir os sentimentos frágeis de algum grupo ou “minoria” social. Bem, isso se chama  CENSURA,  filho da puta. E quem pratica censura contra quem caralhos for, se aproxima muito mais de ser um verme fascista que a quase totalidade daqueles que são acusados de os serem, apenas por expor suas opiniões e pontos de vista que são vistos muitas vezes como “polêmicos” pela sociedade. Ou seja, fascista não é quem declara seus ódios, preconceitos e todas as suas merdas, mas, sim, quem quer calar essas pessoas em nome das “boas intenções” a fim de zelar por uma sociedade hipócrita dominada por uma excessiva correção politicamente correta.

Continue Lendo “CONTRA o “Machismo” e a “Objetificação” Feminina Nos Quadrinhos de Super-Heróis”

Frank Cho e Milo Manara CONTRA a Hipocrisia e a Ditadura Feminista Nos Quadrinhos

Até mesmo o  bazingueiro mais seboso e fedido, que começou a ler gibi semana passada deve ter algum conhecimento de que Frank Cho é um desenhista  muito talentoso e polêmico. E isso, não  porque ele é um artista ruim ou que os fanboys odeiem seu trabalho, muito antes pelo contrário. É porque os guerreiros da justiça social (SJW, também conhecidos como “idiotas da internet”) se ofendem com seus pontos de vista irreverentes contra  a praga do Politicamente Correto e sua  oposição veemente à censura política, sobretudo nas artes. Já falamos disso algumas vezes por aqui, de como o Mito Cho chamou a atenção de forma negativa desses idiotas e desocupados,  e vem sendo constantemente alvo de linchamentos virtuais, pelo simples fato de ele fazer o seu trabalho como foi devidamente consagrado: desenhando mulher gostosa. Continue Lendo “Frank Cho e Milo Manara CONTRA a Hipocrisia e a Ditadura Feminista Nos Quadrinhos”

CONTRA A (Homo/Bi)Sexualidade Da Mulher Maravilha

Pra começo de conversa, vamos fechar num ponto aqui: chame do que você quiser… gay (spoiler: o que ela NÃO é), hetero, bi, pan, sapatão, enfim… seja lá o que caralhos for, uma coisa não se pode negar:  A MULHER MARAVILHA SEMPRE FOI UMA PERSONAGEM CHATA PRA CARALHO.

Continue Lendo “CONTRA A (Homo/Bi)Sexualidade Da Mulher Maravilha”

Just Because He´s NOT Black

No final do ano passado, a Marvel fez mais um relançamento ad eternum, ad nauseum de toda sua linha de revistas mensais.  Dentre a caralhada de títulos anunciados (cuja maioria, ninguém pediu e estavam pouco se fodendo), tinha uma revista nova do Blade, o Caçador de Vampiros, personagem menor do escalão de heróis da editora, que só se notabilizou pela trilogia de filmes estrelados pelo figuraça Wesley Snipes no final dos anos 90 e começo dos 2000. Só que essa versão não se trata do personagem que (pouco) conhecemos, mas, sim, de uma novA caçadorA de vampiros, uma versão, mais, digamos assim… “condizente com os tempos atuais” e principalmente, com o status quo vigente na Casa das Idéias (de merda). Ou seja, sai o meio-humano/meio-vampiro boladão e neurótico para entrar no lugar uma mocinha,  uma heroína com trejeitos de Beyonce na época do Destiny Child, saindo por aí arrancando a cabeça de machinho hétero branco cisgênero opressor vampiro, muito provavelmente com algum discurso rasteiro de politicamente correto e camada social e racial, coisa típica de quase todos os gibis da Marvel de hoje em dia. E não é preconceito, não, mas, do jeito que a coisa tá indo, com eles enfiando discurso panfletário afirmativo em tudo o que podem e conseguem, uma revista com essa premissa seria um prato cheio pra se tornar um cult SJW adorado pelos 5 retardados que comprariam esse lixo. Maaaaaaaaas… não vai acontecer.

Continue Lendo “Just Because He´s NOT Black”