POR UM MOVIMENTO MACHISTA MAIS ESCLARECIDO

Um fantasma ronda o mundo contemporâneo! É o fantasma do machismo! O que é o machismo? O machismo tem sido, antes demais nada, uma fantasia, uma lenda urbana. O Machismo é o fantasma da casa mal assombrada das estórias de terror. É o fantasma da casa velha no interior, que precisa ser exorcizado, expurgado, expulso pelos novos moradores vindos da metrópole.

Continue Lendo “POR UM MOVIMENTO MACHISTA MAIS ESCLARECIDO”

Chapecoense Is The New Mamonas

Atenção contronautas, Guantanamo aqui. Sou quase o personagem do pack de DLC do Contra, porque eu mal tenho aparecido, mas foda-se, porque agora o negócio é outro. Uma grande parte das pessoas está bem abalada com esse acidente que vitimou os jogadores do Chapecó. O que desencadeou uma miríade de reações entre as pessoas, páginas, sites comerciais e por aí vai. Enquanto tudo isso acontecia, eu estava esperando nossos queridos amigos da esquerda, ou dos subgrupos de idiotas úteis usados por esse câncer mundial, se manifestarem. Na minha timeline do Facebook em particular eu não vi nada porque ela é bem filtrada nesse quesito, mas eu sabia que cedo ou tarde eu veria alguma merda vinda da parte de terceiros. Continue Lendo “Chapecoense Is The New Mamonas”

Sabia Que Não Comprar  HQs De Autores “De Cor” Faz De Você Um Racista?

Quem caralhos é  Tee “Vixen” Franklin? Sinceramente, não tinha a menor ideia até pouco tempo atrás, quando ocorreu o painel #BlackComicsMonth na NYCC do mês passado, que tratou de… advinha você, diversidade nos quadrinhos. Depois de ler alguns artigos (como esse aqui) sobre o tal painel e sua atuação nele… ainda não tenho certeza, hahahaha. Na melhor das hipóteses, ela é uma pilantra oportunista “roteirista de quadrinhos” em fase terminal – se é que ela pode  ser considerada ao menos isso. Além de escrever gibis obscuros que ninguém nunca ouviu falar, Tee é uma ativista agresssiva, que milita por mais espaço reservado a inclusão de’pessoas de cor’, como ela mesmo diz, na indústria de quadrinhos americana. Dentre as pautas defendidas por ela estão: que fãs de quadrinhos suportem Hq´s afirmativas; a importância de ter diversidade nos cargos executivos e em outras posições de tomada de decisão; e o mais interessante de todos: doutrinação inclusiva mudança da mentalidade para ajustar a demografia leitor atuais. Enfim, né… a indústria de quadrinhos americana vem sido dominada exclusivmente por malvados homens brancos, héteros, cis, de meia idade e opressores, que, segundo Tee, vem impondo seus desmandos à pobre comunidade de fãs e leitores e ditando o que eles podem e devem ler.  Como esses velhos branquelos nojentos não tem feito um trabalho minimamente decente nesses 80 anos de história, é chegada a hora de mudar essa porra, afinal, estamos em 2016, não é mesmo?

Continue Lendo “Sabia Que Não Comprar  HQs De Autores “De Cor” Faz De Você Um Racista?”

CONTRA o “Machismo” e a “Objetificação” Feminina Nos Quadrinhos de Super-Heróis

Fuck serious: a maioria das pessoas não compreende totalmente o que  ” liberdade de expressão” significa. A liberdade é um conceito absoluto: não pode ser “um pouco livre”… Ou é ou não é livre, não tem meio termo. Quem acredita que restringir a liberdade de expressão alheia,  para o benefício da “justiça social”, é porque  entende que cada ação ou pensamento devam ser avaliados (por quem?? né…) para ver se  atendem à determinados conceitos políticos, morais ou mesmo religiosos, a fim de não magoar e ferir os sentimentos frágeis de algum grupo ou “minoria” social. Bem, isso se chama  CENSURA,  filho da puta. E quem pratica censura contra quem caralhos for, se aproxima muito mais de ser um verme fascista que a quase totalidade daqueles que são acusados de os serem, apenas por expor suas opiniões e pontos de vista que são vistos muitas vezes como “polêmicos” pela sociedade. Ou seja, fascista não é quem declara seus ódios, preconceitos e todas as suas merdas, mas, sim, quem quer calar essas pessoas em nome das “boas intenções” a fim de zelar por uma sociedade hipócrita dominada por uma excessiva correção politicamente correta.

Continue Lendo “CONTRA o “Machismo” e a “Objetificação” Feminina Nos Quadrinhos de Super-Heróis”

Hillary Clinton: A “Feminista” Que Defende O Estupro De Mulheres

74174670f3c9b1aa8cfa070738920315

Uma vez, vi na internet alguém muito idiota – não lembro quem, mas era um vagabundo de esquerda –  dizer que  as eleições norte-americanas são tão importantes q todo o mundo também deveria participar de fato delas. Imagina que coisa linda que seria, só de pensar no tempo que se demoraria a fazer a contagem dos votos, hahahahahaha. Enfim, surfando na onda da tão comentada e controversa disputa eleitoral nos States, deixo aqui mais um excelente vídeo pra você assistir, caro amigo Contronauta.  A bordoada certeira e mortal de hoje fica por conta do britânico Paul Joseph Watson, do brilhante site Infowars. Ele fala sobre a hipocrisia chocante da bruaca Hilary Clinton, uma criatura maquiavélica e prostituta decrépita da superclasse universalista.

Continue Lendo “Hillary Clinton: A “Feminista” Que Defende O Estupro De Mulheres”

Quem Rir Vai Pro Inferno: A História De Pippa Bacca, A SJW Mais Burra Do Mundo – E Prêmio Darwin 2008

Essa é uma historinha um pouco antiga (pros padrões de hoje, em que o que é notícia hoje, se torna completamente esquecido amanhã), já que aconteceu há 8 anos atrás e na epoca, pouco foi falado sobre. Mas, nos ultimos dias, este caso emblemático de seleção natural voltou a ser comentado na internet, graças à memes postados por páginas anti-esquerda (como esse, da imagem acima), que – com o perdão do trocadilho – ressuscitaram o assunto, visto que se trata de  temas tão pertinentes aos dias atuais, como ativismo, feminismo, imigração, islamismo, violência contra mulheres, justiceiros sociais, etc. <Só coisa boa, da melhor qualidade <ironia> Continue Lendo “Quem Rir Vai Pro Inferno: A História De Pippa Bacca, A SJW Mais Burra Do Mundo – E Prêmio Darwin 2008”

Truck War: Pessoas Não Matam Pessoas. Caminhões Matam Pessoas Ou 2+2=5

13715964_1058536104240661_6303675461299967113_n (1)

Mais um atentado, mais um massacre.  Mais uma vez, na França. Já está virando tão comum e corriqueiro, que logo, essas coisas não chocarão a mais ninguém quando acontecerem, assim como mal se comenta as carnificinas que rolam na Africa todo dia. O povo francês já está se acostumando com a ideia, como dá a perceber pela declaração do ministro Manuel Valls, que representa o ponto de vista e a postura do presidente François Hollande e de grande parte da sociedade francesa. em um momento de estupidez pungente, esse animal disse o seguinte: “O povo francês precisa aprender a viver com o terrorismo”. Sim, foi exatamente isso, caro Contronauta.  Nada diferente daquele seu amigo maconheiro, dos direitos humanos que diz que “devemos combater os males do mundo com amor”. A mesma merda hipócrita e demagoga de sempre. Não muda nada, seja lá ou aqui.  Continue Lendo “Truck War: Pessoas Não Matam Pessoas. Caminhões Matam Pessoas Ou 2+2=5”